A bolsa Cambridge e uma super-mãe!

Com certeza você já ouviu falar da bolsa Cambridge Satchel: ela foi febre há um tempinho atrás e acabou virando item clássico no armário das fashionistas! Mas pouca gente sabe a verdadeira história dessa marca gringa que faz o maior sucesso.

Opening of Cambridge Satchel Company's new store in Cambridge

Julie Deane era uma dona de casa que tinha uma vida comum até quando sua filha Emily começou a sofrer bullying na escola. Ela queria transferir a filha para uma escola onde precisaria pagar cerca de R$ 40 mil por ano. E a ideia de criar as bolsas estilo carteiro vieram da vontada da filha e do irmão, que queriam bolsas pra escola iguais ao das histórias de Harry Potter. Assim começava a nascer a ideia da marca pra poder conseguir custear a escola de Emily!

mundo-lolita-cambridge-satchel-dia-das-mães-julie-deane

Julie começou a buscar mão de obra no Google que pudesse dar vida às bolsas que ela desenhava, e começou com 600 libras e encomendando a primeira leva com 8 bolsas. Ela vendia em média uma por semana ao mesmo tempo que criava o site e distribuía panfletos divulgando o produto. Como quem comprava mais eram pessoas fashionistas, teve a ideia de apostar em cores fortes, como rosa, verde neon, vermelho…

mundo-lolita-cambridge-satchel-dia-das-mães-street-style

Em um ano ela já vendia as bolsas na Urban Outfitters, e mesmo com o sucesso tinha que tomar cuidado pra não errar na escolha das cores pra não ter queda nas vendas, já que dependia do dinheiro certo pra pagar a escola da filha.

mundo-lolita-cambridge-satchel-dia-das-mães-thássia-bolsa

Depois de quatro anos, ela vende em mais de 190 pontos em mais de 100 países e o retorno da marca é de R$ 40 milhões por ano! E ainda por cima pôde dar aos filhos uma vida ainda melhor. ♥ Mamães sempre inspiram a gente pela sua força e batalha! ♥

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.